quarta-feira, 4 de maio de 2011

BREJO DA MADRE DE DEUS, CIDADE SERRANA, PARAÍSO DAS ÁGUAS!


Brejo da Madre de Deus, hoje tudo, era nada. Serras e montanhas circundando um vale, onde a natureza se encarregou da arquitetura, que por sinal uma das mais belas. Fé que construiu o mais importante. “O sonho de um povo”. Hoje tudo, era nada. Do nada se ergueu a coragem que estimulada pela fé no futuro acrescentou-se a súplica intercessão ao infinito, clamando pela proteção Divina, presenteamos “Madre de Deus”. Onde, Brejo era brejo, foi Brejo de Fora, cresceu na demora entrou na história e não se apagará. O futuro virá provido do além, hoje os que não têm um dia terá um pedaço de chão, cantando a canção e tirando do chão o seu sustentar.

Seus casarios coloniais que quem os observa viaja ao passado, incorporando histórias em contos de alegrias e tristezas sim, por não ter vivido em tempos de conversas de terreiros tendo ilustre arquitetura como fundo de cenário que só no Brejo se pode ver.

A natureza por si bela, inspirada nas mãos do Criador e presenteada ao povo que aqui tem o privilégio de ver diariamente tão beleza. Trilhas, banhos de cachoeiras, pôr do sol e outros tantos atrativos faz dessa terra um prazeroso habitar.

 Assim é o meu Brejo, o teu Brejo também, acolhendo há quem um dia chegar. Foi assim no passado, muitos aqui passaram fazendo do nada um dia brotar. Hoje digo sem medo, propagando no verso o que o amanhã será, faço jus ao pedaço que um homem escreveu inspirado por Deus, vou aqui citar:

“Outras terras não invejo,
Quero sempre o meu Brejo
“Inteirinho pra mim”

Hoje o tudo que surgiu do nada. Aqui é o lugar...
Brejo da Madre de Deus, lugar de todo mundo morar.
(passear e visitar)
 

 
Geovani Barbosa.
Professor Licenciado em História, pela Autarquia Educacional de Belo Jardim









Veja Mais Fotos do Brejo da Madre de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário